Search
Close this search box.

Vítor Pereira não continua como técnico do Flamengo

Vítor Pereira vive suas últimas horas de Flamengo. O fim da relação está desenhado após a vexatória goleada por 4 a 1 para o Fluminense. A ausência de resultados pesa, assim como o futebol sem evolução. Além disso, a avaliação do trabalho do treinador no dia a dia no CT é determinante para a iminente queda.

A entrevista de Marcos Braz após o jogo foi o primeiro indício das mudanças de rumo e, consequentemente, de comando no Flamengo.

O nome de Jorge Jesus, sempre popularíssimo entre torcida e conselheiros, já aparece nas conversas dos dirigentes. O português vive momento difícil no Fenerbaçe, da Turquia. Atualmente sem clube, Jorge Sampaoli, de quem Rodolfo Landim é entusiasta, também está cotado.

Terminado o jogo, Marcos Braz deixou no ar a clara possibilidade de mudança.

“Não é o resultado que a gente queria perder da maneira que a gente perdeu. Tem que rever alguma coisa, mas isso não passa por alguma troca ou situação que você vá decidir às 22h ou 23h. Amanhã com calma vou estar com as pessoas que devo estar, muito provavelmente vou estar com o Vítor. Por enquanto, tudo normal”, afirmou Braz, o único dirigente a falar no Maracanã.

Não, normal não está. A movimentação já é intensa pela troca de comando. Vítor Pereira receberá integralmente o que resta de seu tempo de contrato, e o Flamengo vai atrás de um substituto.

Contratado para fazer o campeão da Libertadores e da Copa do Brasil jogar melhor, Vítor Pereira não conseguiu. Disse ainda no Maracanã que está em início de trabalho, mas o fim da relação está previsto para esta segunda-feira.

ge

Limpa Mil