Search
Close this search box.

STF suspende julgamento de Collor de Melo por corrupção; PGR pede condenação a 22 anos de prisão

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, suspendeu há pouco o julgamento de ação penal contra o ex-presidente e ex-senador Fernando Collor de Mello. A sessão será retomada nesta quinta-feira (11) começando pela sustentação oral da defesa.

Collor é réu por lavagem de dinheiro, corrupção passiva e organização criminosa por fraudes junto à BR Distribuidora. As investigações tiveram início em 2014.

PGR quer condenação a 22 anos e 8 meses de prisão

A Procuradoria-Geral da República pede a condenação de 22 anos e oito meses de prisão. De acordo com a denúncia, os envolvidos teriam recebido mais de R$ 30 milhões em propinas para fraudar contratos da subsidiária da Petrobras.

Na semana passada, o relator, ministro Edson Fachin, negou o pedido da defesa para enviar o caso para a primeira instância, uma vez que Collor não é mais senador e, portanto, não teria mais foro privilegiado.

O Antagonista

Seridó Cadeiras