Search
Close this search box.

RedeTV demite Sikêra Jr; caso pode parar na Justiça

A RedeTV informou aos representantes de Sikêra Jr. que seu contrato não será renovado e que o Alerta Nacional sairá do ar no próximo dia 28, uma sexta-feira. A notícia foi antecipada pelo site “Bastidores da TV”.

Por meio de sua Comunicação, a RedeTV confirmou o fim do contrato.

Sikêra foi contratado pela RedeTV em dezembro de 2019 e a validade original do acordo terminou em 16 de dezembro.

A emissora havia acertado com Sikêra e a TV A Crítica (dona do passe dele) um aditivo esticando o acordo das partes até dezembro de 2027. A direção da TV de Manaus assinou e mandou para São Paulo, mas a RedeTV! não assinou.

A emissora de Amílcare Dallevo e Marcelo de Carvalho alega que Sikêra atingiu a reputação da casa com seus discursos homofóbicos e extremistas, e que até “os anunciantes” pediram sua saída. Também acusou o apresentador de trazer problemas judiciais para a empresa, como investigações do Ministério Público causadas por seus discursos.

Só que os representantes do apresentador têm outra interpretação.

Guerra no tribunal

Rannieri Lopes, advogado de Sikêra, notificou extrajudicialmente os donos da RedeTV na quinta-feira (06), informando que, com ou sem assinatura, há provas da negociação entre as partes para o prolongamento do contrato.

De forma que, caso queiram mesmo demitir seu cliente, terão de pagar a multa na íntegra: R$ 17 milhões. Já a RedeTV considera que não precisará pagar a multa. Enfim, o caso certamente vai parar nos tribunais.

Terra

Construções Recreio