Search
Close this search box.

Prisão de Bibi Perigosa, líder do tráfico no RN, encerra onda de ataques

Bibi Perigosa, uma das chefes da facção que controla o tráfico de drogas no estado do Rio Grande do Norte, foi capturada pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) na tarde do último domingo, 2 de abril. Ela era uma das principais articuladoras dos ataques que aterrorizaram a população potiguar no mês passado. Bibi foi presa ao sair de um shopping no bairro de Campo Grande, Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro, onde vivia escondida desde o ano passado.

As investigações da DRE duraram uma semana, e a prisão de Bibi foi resultado de um trabalho integrado entre as polícias civil do Rio Grande do Norte e do Rio de Janeiro.

Contra ela havia um mandado de prisão expedido pela Justiça do estado nordestino. Segundo as autoridades, ela era responsável pela coordenação do “Grupo Companhia dos Artilheiros”, que promoveu uma onda de ataques no Rio Grande do Norte entre os dias 14 e 25 de março. A ação criminosa incluiu assassinatos, roubos, depredação de prédios públicos e incêndios de veículos e residências.

A prisão de Bibi Perigosa representa uma grande vitória para as autoridades de segurança pública, que lutam constantemente contra o tráfico de drogas e a violência no país. Segundo o delegado assistente da DRE, Rodrigo Coelho falou ao G1, “Bibi criou um grupo de comunicação entre os criminosos que ela intitulou ‘Companhia dos Artilheiros’, que promoveu verdadeiros atos terroristas no Rio Grande do Norte, prejudicando a população local. Agora ela está presa e responderá pelos seus crimes”.

Construções Recreio