Search
Close this search box.

Presidente interino do Irã faz 1º discurso público após morte de Raisi

 O presidente interino do Irã, Mohammad Mokhber, dirigiu-se ao Parlamento de Teerã, no primeiro discurso público desde o acidente de helicóptero que matou o antecessor e mais sete pessoas na semana passada.

O discurso parlamentar ocorre no momento em que o Irã se prepara para as eleições presidenciais, a fim de escolher o sucessor de Ebrahim Raisi.

Na intervenção perante o Parlamento, Mokhber elogiou o mandato de Raisi, afirmando que a produção de petróleo – uma das principais fontes de divisas do Irã – atingiu 3,6 milhões de barris por dia.

O ministro do Petróleo, Javad Owji, afirmou, nesse domingo que o Irã exporta atualmente cerca de 2 milhões de barris por dia, apesar das sanções impostas à República Islâmica.

Mokhber também afirmou que a economia do país permaneceu estável “sob o comando de Raisi”, no momento em que o Irã empreendeu ações militares no Iraque, em Israel e no Paquistão.

 “Três países foram atingidos. Atingimos Israel. As pessoas descobrem que os números e os índices são os mesmos de manhã quando acordam, o preço da moeda forte é o mesmo, a inflação é a mesma, a liquidez é a mesma”, afirmou Mokhber, referindo-se à economia.

“Essa força e esse poder não são uma coisa normal, devem-se à orientação do líder supremo e aos esforços sinceros do ayatollah Raisi.”, acrescentou.

 A divisa iraniana (rial) tem atualmente uma cotação de 580 mil riais por dólar norte-americano, um valor agravado pela retirada unilateral dos Estados Unidos do acordo internacional (2018) e pela série de ataques a navios no Oriente Médio, inicialmente atribuídos ao Irã e que envolvem os houthis do Iêmen.

Os ataques começaram após a guerra de Israel contra o Hamas na Faixa de Gaza, há sete meses.

Em 20 de maio, as equipes de salvamento recuperaram os corpos de Raisi, do ministro dos Negócios Estrangeiros, Hossein Amirabdollahian, e de mais cinco ocupantes do helicóptero numa região montanhosa no noroeste do Irã.

As eleições presidenciais devem ocorrer no próximo dia 28 de junho, sendo que Mokhber pode vir a concorrer ao cargo de chefe de Estado.

Na próxima quinta-feira (30), começa o período de cinco dias para o registro de candidaturas às eleições.   

Os 290 parlamentares do Irã devem escolher o novo presidente do Parlamento na terça-feira.

Entretanto, hoje foi o primeiro dia de trabalho do novo Parlamento iraniano, após as eleições de março, que registraram a mais baixa taxa de participação desde a Revolução Islâmica de 1979.

O Parlamento iraniano desempenha papel secundário na governança do país, embora possa intensificar a pressão sobre a administração presidencial ao decidir sobre o orçamento anual e outros projetos-lei.

O líder supremo, ayatollah Ali Khamenei, de 85 anos, tem a última palavra em todos os assuntos relevantes do Estado.

*É proibida a reprodução deste conteúdo.

 

Agência Brasil

Limpa Mil