Search
Close this search box.

Prefeito de Jardim de Piranhas inventa pirotecnia para não pagar piso dos professores

Decepção. Essa é a palavra que define a pirotecnia feita pelo prefeito de Jardim de Piranhas, Rogério Couro Fino, junto ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado – Sinte/RN. O que deveria ser um acerto para pagar o piso dos professores virou mais uma promessa sem qualquer garantia.

O reajuste nacional dos professores é obrigatório por lei, mas Rogério está atrasando desde o início da gestão. No ano passado, foi preciso que o Ministério Público obrigasse o prefeito a negociar o pagamento, mas ficou uma ponta de 8,9% que deveria ter sido pago em janeiro. Ficou pra abril, mas só agora o prefeito recebeu os professores pra dizer que em junho vai voltar a negociar, sem previsão de cumprir o que deve.

Para os professores de Jardim, o prefeito está empurrando com a barriga para se aproveitar do ano eleitoral e não pagar o devido. E não é falta de recursos, mas de vontade política. Isso porque, nesta semana, o Couro Fino assinou contrato de R$ 1,5 milhão com uma cooperativa para prestar serviço tercerizado de educação na cidade. Essas questões juntas estão afetando o ânimo dos servidores da educação de Jardim que dizem não suportar mais tanto desprezo e desrespeito com a categoria.

Supermercado Recreio