Search
Close this search box.

Piloto de avião faz pouso de emergência após ver cobra mortal dentro da cabine

“Eu senti uma sensação gelada, meio que descendo por dentro da minha blusa”. O relato do piloto Rudolph Erasmus à emissora britânica BBC trata-se de uma situação que é um verdadeiro pesadelo para muitas pessoas: o contato corporal com uma cobra.

Para piorar, o encontro ocorreu a mais de 3 mil metros do chão, durante um voo entre as cidades de Bloemfontein e Pretória, na África do Sul.

A “sensação gelada” que Erasmus a priori achou ser um vazamento de água no corpo, era na verdade uma cobra naja — famosa por ter um veneno mortal. “Eu me virei para a esquerda, olhei para baixo e vi a cobra entrando embaixo do assento”, detalha.

A aeronave, uma Beechcraft Baron 58 Berc 85, tinha quatro passageiros — além do Erasmus. “Eu tive medo dela (a cobra) voltar para trás (para a parte dos passageiros) e causar pânico no voo”, contou.

A presença do animal, apesar de aterrorizante, não foi uma surpresa. Antes do avião decolar, Erasmus ficou sabendo de que uma cobra tinha sido vista no aeroporto, mas não imaginava que ela tinha conseguido “embarcar” no avião.

Com a situação delicada em pleno voo, Erasmus decidiu contar aos passageiros sobre o animal. “Você poderia ouvir uma agulha caindo no chão. Eu acho que todo mundo congelou por um momento”, contou o piloto sobre a reação dos passageiros ao saber do “visitante”.

Erasmus fez um pouso de emergência na cidade de Welkom. A cobra não foi encontrada após o os cinco saírem do avião.

Correio Braziliense

Construções Recreio