Search
Close this search box.

Pesquisadora do RN chefia descoberta de nova espécie de sapo de 1 centímetro

Uma nova espécie de anfíbio foi descoberta no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, em Santa Catarina. O pingo-de-ouro-do-tabuleiro é um sapo que tem entre 1 e 1,3 centímetro de comprimento e pode ser encontrado apenas entre folhas caídas no topo das montanhas do parque. O mérito da descoberta é de uma equipe de sete cientistas de diferentes instituições chefiada por Milena Wachlevski, pesquisadora da Universidade Federal Rural do Semiárido, do Rio Grande do Norte.

O grupo constatou que o sapo apresenta poucos ossos e dedos funcionais, possui coloração verde-oliva na parte de cima e cabeça, além de braços e pernas alaranjados.

A bióloga Sarah Mângia, que liderou o trabalho publicado na revista Vertebrate Zoology, contou que a equipe precisou gastar horas vasculhando a serapilheira — camada de material orgânico oriundo de decomposição de animais e vegetais que fica sobre o solo — da Mata Atlântica até achar o novo sapo.

“Depois, demos início às análises de DNA, morfologia externa, morfologia óssea e bioacústica, e às comparações com as outras espécies de Brachycephalus já conhecidas. Constatamos ser, realmente, uma nova espécie”, explicou.

Para Marcos Maes, coordenador do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina — que coordena o parque —, a descoberta ressalta a importância da preservação das unidades de conservação.

Construções Recreio