Search
Close this search box.

Musk constrói um piso para as ações desde abril

Elon Musk avisou Bill Gates com antecedência na terça-feira, 2, para não brincar com ele novamente. O cofundador da Microsoft enfrentará uma “aniquilação” se fizer qualquer outra tentativa de apostar contra a Tesla. Isso porque Musk acredita que terá transformado a montadora em um colosso de inteligência artificial (IA) que valerá incríveis US$ 30 trilhões assim que a Tesla concluir sua mudança da venda de veículos elétricos para a operação de uma lucrativa frota de robôs-táxis e robôs humanoides.

“Quando a Tesla resolver totalmente a questão da autonomia e tiver [seu androide] Optimus em produção em volume, qualquer pessoa que ainda tenha uma posição vendida será aniquilada”, postou ele na rede social na terça-feira. “Até mesmo Gates.”

A rivalidade da dupla tornou-se pública depois que uma troca de mensagens vazou em 2022, mostrando que o empresário mais rico do mundo havia se recusado a apoiar o trabalho de caridade de Gates ao saber que este último ainda tinha meio bilhão de dólares em uma aposta de que o preço das ações da Tesla cairia.

“Desculpe, mas não posso levar a sério sua filantropia em relação à mudança climática quando você tem uma posição vendida maciça contra a Tesla, a empresa que mais está fazendo para resolver a mudança climática”, escreveu Musk nas mensagens de texto sem data.

Quando essas mensagens vazaram, Gates já estava se arrependendo de sua opinião pessimista sobre a Tesla. Não está claro se ele ainda tem uma posição na ação, e a revista Fortune não conseguiu entrar em contato com ele para comentar.

A advertência de Musk de que as vendas serão “aniquiladas” é, no entanto, uma afirmação ousada para alguém cuja empresa foi o nome de pior desempenho no S&P 500 este ano.

As vendas de veículos da Tesla caíram 6,6% até a primeira metade do ano; seu Cybertruck teve dificuldades para atender às altas expectativas; e ele finalmente enterrou a meta da Tesla de aumentar os volumes de 1,8 milhão de EVs no ano passado para 20 milhões até 2030.

Musk constrói um piso para as ações desde abril

Mas Musk não é de recuar diante da adversidade, e ele já despachou outros famosos que venderam ações da Tesla, como David Einhorn e Jim Chanos, que fizeram fortuna apostando contra o Lehman Brothers e a Enron, respectivamente.

De fato, o CEO da Tesla vem se recuperando desde que colocou um piso para as ações em abril.

Primeiro, ele provocou a revelação de um novo modelo de robô-táxi “CyberCab”, dando a entender que ele finalmente resolverá a questão da autonomia. Em seguida, ele anunciou que em 2025 poderia haver um retorno ao crescimento das vendas de veículos elétricos com novos modelos de baixo custo, marcando a baixa das ações.

Preocupações persistentes de que o CEO pudesse se demitir totalmente da empresa devido à perda de seu acordo de compensação de 2018 – agora no valor de incríveis US$ 70 bilhões ao preço atual das ações – foram praticamente eliminadas no mês passado quando o segundo maior investidor, a Vanguard, juntou-se a outros para apoiá-lo.

Por fim, a Tesla revelou na terça-feira que havia evitado um declínio ainda mais acentuado nas vendas de veículos no segundo trimestre ao liquidar o excesso de estoque. A redução da produção de veículos elétricos ao seu nível mais baixo desde o terceiro trimestre de 2022 significou que ele tinha células de bateria sobressalentes que agora poderiam ser investidas em seu negócio de armazenamento de energia estacionária, mais do que dobrando seu volume já recorde do primeiro trimestre para a quantidade inédita de 9,4 gigawatts-hora implantados.

A Tesla já somou US$ 100 bilhões em capitalização de mercado nos últimos dias.

Entretanto, se você é um dos investidores que acredita que Musk fará com os mordomos-robôs o que fez com os veículos elétricos, isso não é nada demais.

Para ele, haverá um robô não apenas em todas as empresas ou residências, mas para todos – desde crianças até idosos.

Portanto, ele prevê uma demanda de 1 bilhão de andróides por ano, com a Tesla controlando, de forma conservadora, um décimo do mercado global.

A Tesla vale um terço do atual PIB combinado do mundo?

Ele venderia esses robôs Optimus, que atualmente ainda estão em seu estágio inicial de protótipo, a um preço de US$ 20 mil cada, embora os custos de produção unitários sejam de apenas US$ 10 mil, o que lhe deixaria uma margem de 50% por robô.

Os lucros anuais totais nesse cenário atingiriam US$ 1 trilhão, o que, juntamente com um múltiplo de ganhos razoavelmente padrão de 25, produz uma capitalização de mercado de US$ 25 trilhões.

Acrescente um valor irrisório de US$ 5 trilhões à frota de robôs-táxi quando ela for lançada e você estará falando de um valor real para os investidores que comprarem com a atual capitalização de mercado de US$ 740 bilhões.

O problema com esse tipo de matemática de fundo de caixa é que as suposições de Musk podem estar erradas em ordens de magnitude.

Musk prevê que o volume unitário do mercado está muito mais próximo da demanda por smartphones, que não custam nem perto dos US$ 20 mil que ele prevê. Os carros são um indicador melhor nesse caso e tendem a atingir o máximo de 100 milhões de veículos novos por ano, em parte devido ao seu preço muito mais alto.

Chanos, por exemplo, argumentou que a última previsão de Musk significa que a Tesla teria uma capitalização de mercado equivalente a quase um terço da produção econômica anual total do mundo inteiro.

Veja, por exemplo, seu cálculo sobre a meta de volume anual da Tesla para 2030, agora extinta. A maioria das empresas com metas sérias faz uma análise macroeconômica de baixo para cima de seus mercados e da demanda projetada ao longo do tempo para as categorias de produtos em que competem.

Em comparação, Musk chegou ao número de 20 milhões de vendas de VEs, um valor maior do que o das duas maiores montadoras do mundo juntas, tomando como base a frota global instalada de 2 bilhões de carros já em circulação e supondo que a Tesla poderia substituir 1% dela a cada ano.

Não é de se admirar que ela tenha sido enterrada bem antes de 2030.

A menos que Musk consiga apresentar números sólidos desta vez para respaldar suas afirmações, talvez Gates aceite sua aposta.

Estadão Conteúdo

Tribuna do Norte

Espaço Flor de Lotus