Search
Close this search box.

Mauricio de Sousa lança candidatura à Academia Brasileira de Letras

O cartunista Mauricio de Sousa, criador dos quadrinhos “A Turma da Mônica”, se candidatou para disputar a cadeira de número oito da ABL, a Academia Brasileira de Letras. A cadeira pertenceu à escritora Cleonice Berardinelli, que morreu em fevereiro deste ano aos 106 anos.

A candidatura foi oficializada por meio de uma carta. No documento, o cartunista afirma que gostaria de contribuir para a missão da ABL de formar novos leitores. Além disso, ele diz que gostaria de aproximar a sociedade dos clássicos da literatura por meio dos quadrinhos.

“A ABL é o centro de valorização, não apenas do autor brasileiro, mas do leitor. Sem leitor não há a mágica da literatura. E para conquistar o leitor, a melhor época é a infância. E este o será para sempre. ‘A Turma da Mônica’ hoje está em todas as plataformas de comunicação, para não deixar escapar a conexão que o futuro cobrará de todos”, escreveu Mauricio.

O cartunista lança a candidatura no ano em que Mônica completa 60 anos de criação. A personagem apareceu pela primeira vez em 3 de março de 1963, na Folha.

Desde então, ela passou por mudanças: sua aparência ficou mais redonda, para ser animada com mais facilidade pelos computadores, e ela hoje em dia já não bate em mais ninguém, como fazia no passado.

O cartunista justificou essa e outras mudança argumentando que o politicamente correto mostra ofensas que antes passavam batido.

Folhapress

Supermercado Recreio