Search
Close this search box.

Ladrão rouba placa de carro em Fortaleza e pede R$ 100 para devolver

Uma médica do Ceará foi vítima de um golpe inusitado ao estacionar em frente a um restaurante no bairro Varjota, em Fortaleza (CE): um ladrão roubou a placa do carro dela e deixou um bilhete “de resgate” em que exige um pagamento de R$ 100 via PIX para uma “devolução imediata”.

A médica especialista em harmonização facial Cíntia Braga conta que o caso ocorreu no último sábado (1º/4), quando estava com o marido em uma comemoração de aniversário no restaurante.

Um amigo do casal furou o pneu e o esposo de Cíntia foi buscar um macaco no porta-malas do carro dela para auxiliar o homem na troca da peça. “Ele viu que a placa não estava lá e tinha esse bilhete, super bem escrito, no lugar dela”, compartilhou Cíntia nas redes sociais.

O recado, escrito em um pedaço de papel branco com uma caneta rosa, parece mais um anúncio dos Classificados, escrito em um tom de convencimento para a dona do carro “fechar negócio” com o ladrão. “Sua placa de volta”, diz o enunciado do bilhete. “Evite problemas e gasto absurdo para fazer outra. Pagamento via pix”, escreve o criminoso antes de deixar o número de um telefone com cadastro no WhatsApp. “Devolução imediata”, termina o bilhete.

Após o choque do casal com o golpe, os dois enviaram uma mensagem para o ladrão no WhatsApp na madrugada do domingo (2/4). O ladrão exigiu R$ 100 pela devolução e garantiu que mandaria a placa para o endereço que Cíntia desejasse. Ele também perguntou qual era o número da placa da médica, o que revela que o criminoso poderia estar com outras.

Cíntia falou que era para o ladrão deixar a placa no restaurante em que roubou e depois ela transferiria R$ 50 reais. “Pode acreditar, vai ser entregue. Mas só posso mandar com pagamento ok, para mandar hoje”, garante o ladrão. “Não tenho como mandar dinheiro pra você sem receber antes a placa. Você entende que você não é muito confiável”, rebateu Cíntia.

A médica falou que só daria R$ 50 e se a placa fosse deixada no restaurante. O criminoso disse que iria “falar com a pessoa aqui”, mas não voltou a responder Cíntia e nem passou o número do PIX para a média.

Nesta segunda-feira (3/4), a médica contou, nas redes sociais, que ela e o marido decidiram não pagar o valor do resgate. “Ontem ligamos para a polícia, mas ninguém sabe nada, não tem pista nenhuma. Então fiz um boletim eletrônico e essa semana farei uma nova placa”, disse.

Cíntia também disse que pelo número do telefone não é possível saber o nome de qualquer envolvido no golpe. Ela celebra que não sofreu um dano maior e que seguirá a vida. “Dos males o menor, a gente tá bem, não foi assaltado, foi só um furto. É algo fácil de resolver, não é um prejuízo tão grande, então vida que segue”, declara.

“É muito triste a gente perceber a realidade que a gente tá vivendo hoje em dia, mas fiquem ligados onde vocês vão estacionar, evitar locais escuros, procure colocar em local aceso, com manobrista, para evitar esse tipo de chateação”, conclui.

O Correio entrou em contato com a Polícia Civil do Estado do Ceará para saber como a investigação será feita e se há registros de outros golpes semelhantes, mas não obteve resposta até a última atualização desta matéria. O espaço permanece aberto para eventual manifestação.

Correio Braziliense

Limpa Mil