Search
Close this search box.

Israel estuda resposta do Hamas à proposta de trégua, diz Mossad

Soldados israelenses operam na Faixa de Gaza
 5/3/2024    Divulgação via REUTERS

Israel está estudando a resposta do Hamas à proposta que incluiria um acordo para a soltura de reféns e cessar-fogo em Gaza, segundo um comunicado da agência de espionagem israelense, Mossad. 

“Os mediadores do acordo de reféns deram à equipe de negociação a resposta do Hamas ao esboço do acordo de reféns. Israel está examinando a resposta e responderá aos mediadores”, disse comunicado publicado pelo gabinete do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, em nome da Mossad. 

O comunicado não deu mais detalhes.

Uma fonte do Hamas, o grupo militante islâmico que governa Gaza, disse que tinha “trocado algumas ideias com os irmãos mediadores” com o objetivo de parar a guerra, mas não deu mais detalhes.

Mediadores como Egito, Catar e Estados Unidos estão tentando há meses fechar um acordo de cessar-fogo e pela soltura de 120 reféns que permanecem em Gaza, mas seus esforços foram interrompidos.

O Hamas afirma que qualquer acordo precisa acabar com a guerra e levar à retirada completa de Israel de Gaza. Israel diz que aceitará apenas pausas temporárias nos combates até que o Hamas seja erradicado.

A guerra em Gaza começou quando homens armados do Hamas invadiram o sul de Israel em 7 de outubro, mataram 1.200 pessoas e levaram 250 reféns de volta para Gaza, segundo contagens israelenses. A ofensiva lançada por Israel em retaliação matou quase 38.000 pessoas, de acordo com o Ministério da Saúde de Gaza, e deixou o enclave costeiro em ruínas. 

O plano de cessar-fogo que está na mesa, divulgado no fim de maio pelo presidente norte-americano, Joe Biden, prevê a libertação gradual dos reféns israelenses em Gaza e a retirada das forças israelenses em duas fases. 

Também projeta a libertação de prisioneiros palestinos, com a reconstrução de Gaza e o retorno dos cadáveres de reféns mortos em uma terceira fase. 

(Reportagem de Maayan Lubell; Reportagem adicional de Nidal Al Mughrabi e Steven Schee)

Agência Brasil

Construções Recreio