Search
Close this search box.

Invasões voltam a crescer com Lula após baixa com Bolsonaro

Em 4 meses do governo Lula, o Brasil registrou 56 invasões realizadas por movimentos sem-terra, segundo o relatório do Observatório da Oposição, produzido pelo PL (Partido Liberal) a partir de dados da FPA (Frente Parlamentar de Agricultura). É uma alta de 143% em relação a 2022.

O número também representa só 6 ocupações a menos do que as registradas durante toda a gestão do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). De 2019 a 2022, o Brasil contabilizou 62 invasões de terra.

Os dados de 2023 apresentados pelo relatório divergem da base de dados do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária). De acordo com o instituto, até 17 de abril deste ano, o Brasil registrou 33 ocupações de terra.

Segundo o MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra), o baixo número de invasões entre 2019 e 2022 está relacionado à pandemia. O movimento também contestou os dados. Disse que foram 191 ocupações durante a gestão de Bolsonaro.

ÁPICE

O maior número de invasões registrada no Brasil data de 2004, durante o 1º mandato de Lula. A quantidade de invasões se manteve alta durante os 2 governos petistas.

Poder360

Seridó Cadeiras