Search
Close this search box.

Ídolo relembra única vitória do América-RN sobre o Corinthians: “Questão de honra”

Fabiano Paredão tem acessos históricos com o América-RN — Foto: Diego Simonetti/@MajorFotografias

A única vitória do América-RN sobre o Corinthians na história aconteceu em 2008, na última rodada da Série B. Ídolo rubro, o ex-goleiro Fabiano Paredão estava em campo naquela oportunidade, no antigo estádio Machadão, em Natal. O triunfo por 2 a 0 valeu a permanência na segunda divisão do Campeonato Brasileiro.

O jogo está na memória dos torcedores americanos e dos ex-jogadores que fizeram parte daquele momento.

– Era o último jogo do campeonato. O Corinthians já vinha com o título. Veio com o time inclusive alternativo. Nós estávamos precisando do resultado positivo. Apenas a vitória nos livrava do rebaixamento. O jogo era cercado de muita expectativa, muita gente não acreditava que nós poderíamos vencer, né? Mas nós lá dentro sabíamos que tínhamos condições. Logo no início nós conseguimos fazer um gol. Souza bateu uma falta e desviou no zagueiro do Corinthians. Mesmo com um time alternativo, eles vieram pra cima. Tanto é que criaram algumas chances de gol e, graças a Deus, nós conseguimos segurar. No finalzinho ainda conseguimos fazer o segundo gol com o Aloísio, de pênalti – contou.

Fabiano Bolla Lora, hoje com 46 anos, mora em Natal, onde tem uma escolinha de futebol em parceria com o ex-zagueiro Robson, que também fez parte daquele time de 2008. O Paredão lembra que havia uma cobrança interna do grupo para vencer aquele jogo contra o Corinthians e deixar o América na Série B.

– A expectativa para este jogo era muito grande pra nós, principalmente pra galera que já tinha conquistado acessos com o América, como eu, Robson (zagueiro), Max. Nós tínhamos conquistado os acessos da Série C pra Série B e da Série B pra Série A. Então, mais do que tudo, a gente queria permanecer. Era uma questão meio que de honra pra nós – recordou.

– Mantivemos o América na Série B, e obviamente que não dependia só de nós jogadores que éramos remanescentes desses acessos. Vieram outros jogadores também que tinham o mesmo pensamento que nós tínhamos, como Júlio Terceiro, Marcelo Nicácio, Aloísio, Cascata, Max e Luís Maranhão. E no final foi uma festa muito linda com a torcida, né? Como sempre, né? A torcida do América faz sempre uma festa linda. E foi um alívio muito grande pra mim – completou.

Nesta quarta-feira, o América volta a enfrentar o Corinthians pela terceira fase da Copa do Brasil. No jogo de ida, na Arena das Dunas, o Timão venceu por 2 a 1 e tem a vantagem do empate. O Alvirrubro precisa ganhar por um gol para levar a decisão da vaga para os pênaltis. Fabiano acredita que o América pode surpreender.

– É um jogo muito difícil. O Corinthians começou a colher alguns bons resultados, se organizou melhor dentro de campo. Na ida, em Natal, o resultado mais justo na minha opinião, pelo que o América apresentou, seria um empate ou mesmo uma vitória diante do Corinthians. Independentemente de lá em São Paulo estar a torcida do Corinthians apoiando, como fez a torcida do América aqui em Natal, a equipe precisa entrar com um bom psicológico, sabendo postar direito e, de repente, pode surpreender, se jogar do jeito que jogou aqui em Natal. Fácil vai ser? Não. Nós sabemos que quando se joga contra um time do porte do Corinthians, quando tem a oportunidade, tem que fazer o gol. Em Natal o América criou várias oportunidades e não conseguiu transformar em gol. O Corinthians foi lá e fez – comentou Fabiano.

América-RN 2 x 0 Corinthians – 29 de novembro de 2008

Leia mais notícias do esporte potiguar no ge RN | ge.globo/rn

g1 RN

Espaço Flor de Lotus