Search
Close this search box.

Hospitais privados mantêm pressão sobre piso da enfermagem

A tensão em torno do piso da enfermagem não deve chegar ao fim mesmo depois da assinatura do projeto de lei pelo presidente Lula na terça-feira (18) para liberar os R$ 7,3 bilhões. A nova fase da pressão será feita pelo setor privado, que pede desonerações, de folha e imposto de renda, para cobrir o aumento de seus profissionais.

Bruno Sobral, da CNSaúde (confederação do setor), diz que o impacto do reajuste sobre os hospitais privados é de R$ 6 bilhões.

“Não dá para imaginar que os privados vão se virar. É uma irresponsabilidade. O nó do setor privado ainda não foi resolvido. Não passou nem perto”, afirma Bruno Sobral.

Ele argumenta que o impacto será maior entre as pequenas instituições, que prevalecem no setor porque 73% do total possui menos de 50 leitos.

Painel S.A – Folha de São Paulo

Seridó Cadeiras