Search
Close this search box.

Futebol: Grêmio abre semana de retomada do calendário em “nova casa” e com maratona pela frente

Impossibilitado de jogar em Porto Alegre por conta das enchentes no RS, time gaúcho mandará os próximos jogos em Curitiba

A semana que se inicia para o Grêmio tem um simbolismo. Daqui dois dias, o time voltará a jogar após quase um mês, por conta das enchentes no Rio Grande do Sul. Impossibilitado de atuar em Porto Alegre, o clube adotou Curitiba como “nova casa”, onde mandará as próximas três partidas, incluindo a reta final da fase de grupos da Conmebol Libertadores.

O elenco gremista desembarcou na capital paranaense neste domingo, após 10 dias de treinamentos no CT do Corinthians, em São Paulo. Serão dois treinos no CT do Coritiba, nesta segunda e terça, e o primeiro compromisso na quarta, às 19h, contra o The Strongest.

O time permanece no Paraná também para jogo de retomada do Campeonato Brasileiro, no sábado, diante do Bragantino. Depois, viaja ao Chile para encarar o Huachipato e retorna para Curitiba, onde fecha o Grupo C da Libertadores em duelo com o Estudiantes.

– Para o Grêmio, já que infelizmente não podemos jogar em Porto Alegre, é melhor jogar em Curitiba porque temos bastante torcida no Paraná, em Santa Catarina, e se a nossa torcida quiser se deslocar é mais próximo do que se ficasse aqui em São Paulo – destacou técnico Renato Portaluppi no programa Boleiragem, do Sportv.

O treinador, aliás, contou que foi ideia sua levar os jogos para a nova casa. No domingo, o Grêmio informou que 17,3 mil ingressos foram vendidos para o duelo com o The Strongest. Como a carga total é de 32 mil, significa que a torcida gremista adquiriu mais da metade das entradas.

A partida marca o início da maratona decisiva para a equipe no torneio continental. Em último no grupo, o Grêmio soma três pontos, enquanto o The Strongest tem 10, já classificado às oitavas. O time gaúcho, porém, tem ainda três partidas a disputar, contando essa, enquanto os bolivianos jogam a última rodada nesta quarta-feira.

– Quem puder se deslocar até Curitiba no meio desse caos, os gremistas da região, os consulados e até mesmo os paranaenses que não torcem para o Grêmio mas simpatizam, que nos ajudem nesse jogo importante da Libertadores, porque vai ser um jogo símbolo de retomada depois da parada. Agradeço também à cidade de Curitiba e ao Coritiba que está nos emprestando o estádio, cedendo sua casa – disse o presidente Alberto Guerra em manifestação no início da entrevista coletiva de sexta-feira.

Depois de um período paulista, o Grêmio se torna um pouco paranaense a partir desta semana, na iminente tarefa de virar a chave da tragédia no Rio Grande para a volta às competições. O cenário em terras gaúchas ainda é triste, mas o clube tentará dar um pingo de alegria ao dar a volta por cima na retomada do calendário.

A maratona do Grêmio:

  • 29/05 – Grêmio x The Strongest, às 19h, no Couto Pereira (Libertadores)
  • 1º/06 – Grêmio x Bragantino, às 16h, no Couto Pereira (Brasileirão)
  • 04/06 – Huachipato x Grêmio, às 21h, no Chile (Libertadores)
  • 08/06 – Grêmio x Estudiantes, às 19h, no Couto Pereira (Libertadores)
  • 13/06 – Flamengo x Grêmio, às 20h, no Maracanã (Brasileirão)
  • 16/06 – Grêmio x Botafogo, às 18h30, no Alfredo Jaconi (Brasileirão)

Fonte: Globo Esporte.

Limpa Mil