Search
Close this search box.

Força Nacional vai às ruas e Governo espera redução dos ataques no RN

Na tarde desta quarta-feira (15), 100 homens da Força Nacional, que chegaram na madrugada, saíram às ruas para reforçar a segurança do Rio Grande do Norte no segundo dia de ataques de uma facção criminosa a ônibus, veículos e prédios públicos, além de estabelecimentos comerciais. Eles vão atuar em Natal e região metropolitana no policiamento ostensivo.

“É um efetivo para somar, principalmente na parte ostensiva, com a polícia militar em Natal e Região Metropolitana, podendo se estender para outros municípios. Será feito patrulhamento e barreiras nos corredores viários, dando segurança para que a população se desloque nos horários determinados pelas empresas de ônibus junto com a secretaria de trânsito”, explicou o comandante geral da Polícia Militar, Coronel Alarico.

Durante reunião nesta quarta-feira (15), na sede da Secretaria Estadual de segurança Pública (SESED), com participação da governadora Fátima Bezerra, secretárias de Mobilidade Urbana de Natal (STTU), Daliana Bandeira, e de Defesa Social e Segurança Pública de Natal (Semdes), Sheila Freitas, juntamente com representantes dos sindicatos dos rodoviários (Sintro) e das empresas de transporte urbano (Seturn), além da cúpula estadual da Segurança, ficou definida a volta de parte da circulação dos ônibus em Natal, com 11 linhas atuando.

A decisão tomada no encontro é para a liberação, a partir das 15h desta quarta, de uma frota de 47 veículos. A operação vai durar até 19h. Circularão em caráter emergencial as linhas 07, 08, 21, 29, 33, 38, 43, 50, 63, 73 e 77. Também ficou acertada a realização de uma nova reunião, para definição a circulação dos ônibus nos próximos dias.

A tropa da Força Nacional, junto com 30 viaturas, foi disponibilizada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) após pedido oficial feito pela governadora em reunião realizada na tarde desta terça (14).

Até o final desta manhã, 30 pessoas suspeitas de envolvimento nas ações criminosas foram presa, além de armas, drogas, artefatos explosivos, veículos, dinheiro e munições apreendidos.

A expectativa é de que até a próxima sexta-feira chegue mais 90 homens e outros 30 policiais do sistema prisional federal, que irão reforçar os serviços na Penitenciária Federal em Mossoró. As informações são da Tribuna do Norte.

Seridó Cadeiras