Search
Close this search box.

Flávio Azevedo destaca potencial da alga Kappaphycus alvarezii

O senador Flávio Azevedo (PL-RN) participou, nesta quarta-feira (3), de audiência pública na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) do Senado que discutiu os benefícios e potencialidades da alga Kappaphycus alvarezii. Autor de um dos requerimentos que propôs a audiência, com a participação de especialistas e acadêmicos, o senador destacou a importância econômica e ambiental do cultivo da alga para o Brasil, especialmente para o estado do Rio Grande do Norte.

A audiência teve como objetivo principal abordar os múltiplos usos da alga, que é uma fonte importante de carragenina, utilizada como estabilizante e espessante em alimentos, cosméticos e produtos farmacêuticos. O senador Flávio Azevedo destaca que o cultivo da alga não só pode posicionar o Brasil como um grande exportador, mas também contribuir significativamente para a mitigação das mudanças climáticas, por meio da captura de carbono. Além disso, a alga pode ser transformada em biofertilizantes e biocombustíveis, impulsionando a economia verde e gerando empregos em regiões costeiras.

Durante a audiência, o senador destacou as condições climáticas ideais do Nordeste para o cultivo da Kappaphycus alvarezii e ressaltou a importância de superar a resistência regulatória. “O Rio Grande do Norte produz 93% do sal consumido no Brasil. Essa alga é um enorme indutor de aumento de produtividade de sal. Considerando que o Rio Grande do Norte é o maior produtor de camarão em cativeiro do Brasil e essa alga pode aumentar ainda mais essa produtividade”, defendeu.

O senador Flávio Azevedo também destacou a necessidade de incentivo ao cultivo da alga. “Considerando que nós estamos exatamente dentro da área equatorial para onde esta alga foi especificamente desenvolvida, a luminosidade, o clima, então, não tem nenhum cabimento que não exista um incentivo para que essa alga seja produzida no ambiente do Nordeste do Brasil. Você não pode ter produtividade pequena para viabilizar econômica e financeiramente um projeto. Mas você não pode limitar a capacidade de produção. Claro, tem que olhar com cuidado essa questão de se [a alga] é invasora ou não. Acredito que não seja”, sustentou.

Além de senadores e membros da CRA, participaram da audiência especialistas renomados, incluindo Danielle de Bem Luiz, chefe-geral da Embrapa Pesca e Aquicultura; David Vilas Boas de Campos, pesquisador da Embrapa Solos, Valeria Gress Gelli, pesquisadora do Instituto de Pesca de São Paulo, Alex Alves dos Santos, pesquisador da Epagri, e Leonardo Cabral Costa, representante do Sindicato Rural de Florianópolis. Também participaram Maulori Curié Cabral, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e Dárlio Inácio Alves Teixeira, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Tribuna do Norte

Seridó Cadeiras