Search
Close this search box.

Família denuncia suposta negligência médica após morte de criança de sete meses em São José do Seridó; Assunto era mantido em absoluto sigilo pela prefeitura

Os pais de uma criança de sete meses, moradores de São José do Seridó (RN), reclamam de suposta negligência médica após a morte da menina. Ela faleceu no dia 24 de novembro de 2022. A criança precisou de atendimento médico por sintomas gripais e foi levada três vezes para o hospital municipal de São José do Seridó.

O detalhe é que o assunto era mantido no mais absoluto sigilo pela prefeitura de São José do Seridó e em nenhum dos atendimentos foram solicitados exames laboratoriais que facilitariam o diagnóstico como hemograma ou PCR, nem exames de imagem como raio-X, tomografia ou ressonância magnética.

A menina foi encaminhada para o Hospital do Seridó em Caicó (RN), após o médico perceber sua dificuldade em respirar, mas não prescreveu o uso de oxigênio no trajeto até o hospital de destino, mesmo tendo sido alertado sobre a necessidade pela enfermeira. Não bastasse isso, a criança não foi transportada numa ambulância municipal e sim, numa viatura não adaptada para o transporte de emergências médicas.

Sabe-se que houve negligência médica ao não requerer exames laboratoriais e de imagens que diagnosticariam a doença mortal que acometia a criança: PNEUMONIA (doença é a maior causa infecciosa de óbitos em crianças). A reportagem manterá contato com o escritório de advocacia que está tratando do caso.

Construções Recreio