Search
Close this search box.

Dirão que a mamata voltou, diz Lula ao assinar decreto da Rouanet

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou nesta quinta-feira (23.mar.2023) que seus adversários dirão que “a mamata voltou” na Cultura. Ele deu a declaração no Rio de Janeiro, em ato para assinar um decreto com ampliações na Lei Rouanet e regulamentação das leis Paulo Gustavo e Aldir Blanc.

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) costuma dizer que a classe artística vive uma “mamata” nos governos petistas e por isso apoia majoritariamente a esquerda. Também são comuns nesse grupo político ataques à Lei Rouanet, que dá descontos em impostos para quem financia projetos culturais.

“Vão dizer que a mamata voltou, vão dizer que a farra voltou, vão dizer que o gasto desnecessário voltou, vão dizer uma série de coisas que vocês já sabem que vão dizer. Mas dessa vez vocês não devem ficar quietos”, declarou o presidente.

Lula fez um discurso mais breve do que costuma fazer. Disse que está com a garganta “muito ruim” e que precisa preservar a voz para a viagem à China. Ele embarca para o país asiático no sábado (25.mar).

Poder360

Limpa Mil