Search
Close this search box.

Deputados repercutem ataques criminosos no RN

O tema da abertura da sessão ordinária da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte não podia ser outro, na manhã de hoje, a série de ataques incendiários ocorridos em diversas regiões do Estado na madrugada desta terça-feira (14).

Se partir para negociação, nunca mais vai haver paz no Rio Grande do Norte”, disse o deputado Adjuto Dias (MDB), porque, na sua opinião, “tudo o que os criminosos reivindicarem, o governo do Estado vai ter que atender a partir de agora”.

Para o deputado Adjuto Dias, a governadora Fátima Bezerra (PT) precisa tomar medidas, inclusive solicitar apoio ao Governo Federal, mencionando declarações da presidente do Sindicato dos Agentes Penais, Vilma Batista, “o que me deixou muito curioso”, vez que o governo anterior (Robinson Faria), “estava se regrando e disciplinando o sistema prisional, parece que agora acontece o contrário”.

Segundo o parlamentar, de acordo com declarações de Vilma Batista à Tribuna do Norte, “concessões aos detentos e dificuldades na fiscalização contribuem para situações como essa”, ressaltou.

O deputado federal Sargento Gonçalves (PL) fez postagem nas redes sociais, classificando os ataques como “reflexo” de um “desgoverno” que é “complacente” com a “criminalidade” e não oferece o apoio necessário para atuação firme das Forças de Segurança pública do Rio Grande do Norte.

“Infelizmente, temos visto um Governo inerte, que não se posiciona e não repudiar essa tipo de ação criminosa. Sabemos que é devido a esse tipo de atitute, por parte do Governo do Estado, que isso tem ocorrido. O Estado precisa ter mão forte, mão firme sobre a criminalidade, não tratar bandido como vitima da sociedade e valorizar, fortalecer, dar legitimidade as Forças de Segurança do RN”, finalizou.

Seridó Cadeiras