Search
Close this search box.

Depois de criticar EUA e Ucrânia, Lula recebe chanceler russo

O chanceler (ministro das Relações Exteriores da Rússia), Sergey Lavrov, estará em Brasília nesta segunda-feira (17.abr.2023). Ele deverá se encontrar com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) às 15h no Palácio do Planalto. O horário do encontro ainda depende de confirmação na agenda de Lula.

Lavrov vem ao Brasil a convite do governo brasileiro. O ministro Mauro Vieira (Relações Exteriores) encontrou-se com Lavrov em Nova Delhi (Índia) em 1º de março. Depois da reunião, o Itamaraty anunciou que Lavrov viria ao Brasil. Celso Amorim, assessor especial de Lula, esteve em Moscou (Rússia) no fim de março e encontrou-se com o presidente Vladimir Putin.

O roteiro de Lavrov começará na manhã desta segunda-feira (17.abr) no Itamaraty. Ele se reunirá com Vieira às 10h30. De 11h a 13h haverá reunião ampliada, com a presença das equipes dos 2 ministros. Às 13h, farão uma declaração conjunta a jornalistas. Não responderão perguntas. Em seguida, almoçarão no Itamaraty.

DECLARAÇÕES PRÓ-RÚSSIA

Depois do encontro de Amorim com Putin, Lula fez declaração a favor da Rússia sobre a guerra do país com a Ucrânia. Em encontro com jornalistas em 6 de abril no Palácio do Planalto, o presidente disse que a Ucrânia deveria ceder territórios à Rússia em troca de um acordo de paz.

O presidente brasileiro também voltou ao tema ao deixar Pequim (China) no sábado (15.abr) depois de visita de 2 dias ao país asiático. Disse que os Estados Unidos precisam parar de incentivar a guerra entre a Rússia e a Ucrânia.

No domingo (16.abr) Lula disse em Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos) que a guerra é culpa da Ucrânia e da Rússia.

Poder360

Espaço Flor de Lotus