Search
Close this search box.

CRB coleciona jogos históricos de 2021 para cá

Jogadores, dirigentes e comissão técnica do CRB comemoram a classificação contra o Bahia — Foto: Rafa Peixe/ASCOM CRB

Galo elimina o Tricolor em Salvador e garante vaga na decisão da Copa do Nordeste

O CRB colecionou histórias emocionantes nos últimos três anos. Neste domingo, a vitória nas penalidades por 8 a 7 sobre o Bahia, na Arena Fonte Nova, foi mais um capítulo importante nessa trama, cheia de reviravoltas, gols e protagonistas. Os personagens até mudaram, mas a euforia regatiana esteve presente em quatro estádios famosos do país.

Tudo começou na classificação histórica contra o Palmeiras, na Copa do Brasil, no Allianz Parque, em São Paulo. O CRB eliminou um adversário poderoso, então campeão da Libertadores, com uma vitória no tempo normal, por 1 a 0, e nos pênaltis, por 4 a 3.

No ano seguinte, eliminou o Ceará nas quartas de final da Copa do Nordeste também nos pênaltis, por 4 a 3, após empate sem gols no tempo normal. O adversário estava na Série A nessa temporada e havia uma grande diferença de investimento entre os clubes.

Contra o Palmeiras e o Ceará, o grande destaque regatiano foi, sem dúvida, o goleiro Diogo Silva, defendendo e convertendo cobranças de pênalti.

Ano passado, o CRB fez um jogo mágico no Estádio Rei Pelé pela Série B e goleou o Vitória por 6 a 0. Foi um vareio de bola naquele que time virou campeão nacional na sequência do campeonato. O atacante Bruno Silva, com dois gols, foi o destaque dessa partida.

Neste mês, a alegria tomou conta dos regatianos em apenas três dias. Está faltando até garganta para o torcedor gritar depois do time vencer por 1 a 0, e eliminar, o Ceará na Arena Castelão, pela Copa do Brasil, e conquistar em Salvador uma classificação épica neste domingo contra o Bahia, reforçado pelo investimento do Grupo City.

Nesses dois jogos, o goleiro Matheus Albino fez grandes defesas e marcou presença embaixo das traves, tanto que o Galo avançou nas competições sem sofrer nenhum gol.

Fator Daniel

A estratégia montada pelo técnico Daniel Paulista também merece exaltação. Neste domingo, ele não contou com um lateral-esquerdo de ofício, improvisando Matheus Ribeiro no setor, e segurou o ataque do atual vice-líder do Campeonato Brasileiro na Arena Fonte Nova. Não foi pouca coisa.

– O momento que eu vivo profissionalmente é muito bom. O trabalho é mostrado dentro de campo com rendimento e resultados. Meu trabalho é beneficiado pela compreensão dos atletas. Nenhum trabalho pode render sem que os atletas entendam o que o treinador pretende. Alcançar a segunda decisão em tão curto espaço de tempo, quatro meses, é fantástico. O Daniel é importante, como todos os atletas são – comentou Daniel.

Nos dias 5 e 9 de junho, o Galo encara o Fortaleza, atual vice-campeão sul-americano, e tenta conquistar o título mais importante de sua história em casa, ao lado da torcida. A finalíssima, até pela fase regatiana, deve levar o maior público dos últimos anos ao Estádio Rei Pelé.

Jogos históricos do Galo

 

  • 9/6/2021 – Palmeiras (3) 0 x 1 (4) CRB (Copa do Brasil)
  • 24/03/2022 – Ceará (3) 0 x 0 CRB (4) (Copa do Nordeste)
  • 10/09/2023 – CRB 6 x 0 Vitória (Série B)
  • 23/06/2024 – Ceará 0 x 1 CRB (Copa do Brasil)
  • 26/06/2024 – Bahia (7) 0 x 0 (8) CRB (Copa do Nordeste)

Fonte: Globo Esporte.

Supermercado Recreio