Search
Close this search box.

“Cochilo” da Federação faz RN perder vaga em Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino

O planejamento que vinha sendo feito desde dezembro do ano passado foi jogado na lata do lixo. O ABC/UNIÃO, ao que tudo indica por uma “cochilada” da Federação Norte-Rio-Grandense de Futebol (FNF), não vai mais representar o RN na Série A3 do Brasileirão.

Isso porque a FNF promoveu em 2022 o estadual feminino só com três times. A Federação prorrogou o prazo de inscrição, mas só participaram o UNIÃO (campeão), Monte Líbano e Parnamirim.

Detalhe é que o Regulamento Geral das Competições da CBF exige o mínimo de 4 equipes para que o campeonato seja validado.

Conversei com Walessa Silva, que comanda o UNIÃO, e segundo ela o prejuízo financeiro chega a R$ 200 mil, já que inscrições das atletas, patrocínios, salários e outros detalhes de logística estão inseridos nesse custeio.

Isso fora o choque ao saber que a equipe tinha perdido a vaga. A CBF já até indicou o Astro/BA para ocupar a vaga do RN.

Detalhe: o brasileiro começa na próxima semana. Pessoal do UNIÃO esteve hoje (11) mais cedo na FNF para uma reunião que não aconteceu.

Até o fechamento dessa matéria, segundo a assessoria de imprensa, a Federação não quis se posicionar sobre o problema.

Um deslize tremendo por parte da FNF e um dano grande no futebol feminino potiguar.

Esperar para ver se ainda essa semana surge uma saída. Walessa, suas guerreiras e demais envolvidos não merecem essa rasteira.

Por Mallyk Nagib / Portal da 96 FM

Seridó Cadeiras