Search
Close this search box.

Brasil tem quase 90% dos casos de dengue no mundo em 2024, diz OMS

O Brasil é o país com maior número de casos e mortes por dengue neste ano, segundo informe da OMS (Organização Mundial de Saúde) divulgado nesta quinta-feira (30.mai.2024). São 6,2 milhões de casos suspeitos e 3 milhões confirmados –o que corresponde a 88,2% dos casos no mundo no período.

Até 30 de abril, a soma dos casos notificados mundialmente foi de 7,6 milhões. Desses, 3,4 milhões foram confirmados. Ao todo, foram registradas 3.680 mortes –sendo 77% desse total (2.846) no Brasil.

O aumento mais substancial foi observado nas Américas, onde o número de casos já ultrapassou 7 milhões no final de abril de 2024 –a média anual é de 4,6 milhões– em 2023. Na região, a dengue é o arbovírus mais difundido e tem pandemias cíclicas a cada 3 a 5 anos.

Depois do Brasil, os países com mais casos da doença são a Argentina (420.867 casos suspeitos), Paraguai (257.667 casos suspeitos) e Peru (199.659 casos suspeitos). Todos os quatro sorotipos de dengue foram detectados na região em 2024 e 6 países (Brasil, Costa Rica, Guatemala, Honduras, México e Panamá) já relataram a circulação simultânea de todos os sorotipos de dengue.

VIGILÂNCIA É NECESSÁRIA

A OMS chama atenção para a necessidade de ter uma vigilância robusta em tempo real para controlar a transmissão. Segundo a organização, o verdadeiro fardo da doença é subestimado por muitos países não possuírem mecanismos robustos de detecção e notificação. “Dada a escala atual dos surtos de dengue, o risco potencial de uma maior propagação internacional e a complexidade dos fatores que afetam a transmissão, o risco global a nível global ainda é avaliado como Alto e, portanto, a dengue continua a ser uma ameaça global para a saúde pública”, disse a OMS.

Outra preocupação da OMS são diagnósticos errados da doença, visto que a chikungunya e a zika também são transmitidas por mosquitos Aedes aegypti e têm características clínicas semelhantes. Assim, os dados de vigilância durante grandes surtos de “suspeita de dengue” podem incluir erroneamente casos de uma ou de ambas as outras doenças, segundo a agência.

Até agora, em 2024, mais de 250 mil casos de chikungunya foram notificados à OMS e quase 7 mil casos de doença do vírus Zika.

TRANSMISSÃO

O vírus da dengue é transmitido aos humanos através da picada de mosquitos infectados, normalmente em climas tropicais e subtropicais em todo o mundo, principalmente em áreas urbanas e semiurbanas. Os principais vetores que transmitem a doença são o Aedes aegypti e, em menor grau, os mosquitos Aedes albopictus –sendo um vetor mais difundido na Europa e na América do Norte.

Poder360

Construções Recreio