Search
Close this search box.

Balança comercial do RN tem superávit de US$ 72,4 mi no 1º bimestre

A balança comercial do Rio Grande do Norte teve um saldo positivo de US$ 72,4 milhões no primeiro bimestre de 2023, segundo dados divulgados pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (CIN-FIERN). O valor representa um aumento de 45,4% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando o saldo foi de US$ 49,8 milhões.

De acordo com o relatório Comércio Exterior do RN, divulgado pelo CIN-FIERN na sexta-feira (10), as exportações do estado totalizaram US$ 110,7 milhões entre janeiro e fevereiro deste ano, o que representa uma queda de 23% em comparação com o mesmo período do ano anterior. Entre os produtos exportados, destacam-se o melão (que cresceu 17,9%), as melancias (+24%) e os tecidos de algodão (+42%). Por outro lado, o diesel marítimo (-62%) e os peixes (-4,6%) registraram quedas nas exportações.

Os principais destinos das exportações do estado foram Singapura, Países Baixos, Estados Unidos, Espanha e Reino Unido, sendo que a União Europeia foi o principal mercado, representando 34,6% do total exportado. O responsável técnico do CIN-FIERN, Luiz Henrique Guedes, explicou que a União Europeia é um grande destino das frutas do RN.

No que diz respeito às importações, o valor registrado no primeiro bimestre de 2023 foi de US$ 38,2 milhões, o que representa uma queda de 59,3% em relação ao mesmo período de 2022, quando o valor foi de US$ 93,8 milhões. Com isso, a corrente de comércio, que é a soma das exportações com as importações, totalizou US$ 148,9 milhões no primeiro bimestre de 2023, representando uma queda de 37,3% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando o valor foi de US$ 237,5 milhões.

Novo Notícias

Supermercado Recreio