Search
Close this search box.

Anjo de jaleco branco: 83 anos do nascimento de Sulivan Medeiros

De jaleco branco, pelos corredores do Hospital do Seridó, lá estava ela! Sempre pronta a servir sem distinção!

Crianças, jovens, adultos e idosos era seu público alvo.

Cor de pele, credos e classe social não importava pra ela, o que levava em consideração era o ser humano, a dor e a vontade de amenizar o sofrimento.

Na dor do corpo ou da alma, Sulivan Medeiros atuava com maestria. Suas ações, muitas vezes iam além das suas forças físicas e condições financeiras. Com seus poucos recursos, dividia o pouco que ganhava como auxiliar de enfermagem, para suprir a fome de quem estava sem emprego ou convalescia a doença longe do trabalho.

Nos corredores do hospital, se preocupava com tudo e todos. Desde o acolhimento até os procedimentos, seu lema foi humanizar e oferecer o seu melhor para amenizar o sofrimento no ambiente hospitalar.

Seus conselhos, suas receitas, atos de amor e caridade faziam de “Suli” a sua forma de viver a serviço do outro.

Em muitos lugares pela cidade de Caicó, alguém tem algo a relatar sobre as ações de suas mãos benéficas. São testemunhos de quem conheceu o amor e a caridade de uma mulher tão simples mas de um coração tão rico de generosidade, amor e humanização.

Nos seus últimos dias de vida, muitas vezes foi vista caminhando pela Rua Joel Damasceno em direção ao hospital do Seridó. Era uma caminhada demorada, com muitas paradas pois suas condições, por causa da Leucemia, consumia suas forças físicas, mas jamais sua vontade de fazer o bem.

Aos 46 anos de sua rápida passagem pela terra, foram marcados pelo exemplo do serviço a todos os doentes e necessitados que cruzaram seus caminhos.

No Hospital do Seridó, seu nome e imagem pintada a óleo sobre tela, permanecem na urgência pediátrica como a lembrança cruciante desse anjo que plantou o amor e a caridade. O trabalho da Classe hospitalar mantém-se vivo no seu exemplo de humanização e dedicação às crianças enfermas.

Andinho Duarte
Segunda-feira, 25 de setembro de 2023
83 anos do nascimento de Sulivan Medeiros

Limpa Mil