Search
Close this search box.

Adjuto Dias rebate Isolda e diz que licenciamento para engorda tem ‘cunho político’

Os deputados Adjuto Dias (MDB) e Isolda Dantas (PT) protagonizaram uma discussão na sessão plenária desta terça-feira (9) na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. O assunto em pauta foi a engorda da praia de Ponta Negra, do qual o parlamentar defendeu a viabilidade socioeconômica e ambiental.

“Eu quero que a deputado Isolda cite aqui algum impacto ambiental nas várias engordas de praias que já foram feitas aqui no Brasil. Porque a engorda da praia de Copacabana foi feita há mais de 40 anos: a praia é linda, recebe turista de todo o mundo e não tem nenhum dano ambiental ali. Em Balneário Camboriú foi feito; praia de Iracema, em Fortaleza, foi feito. São mais de nove engordas feitas no Brasil todo. E em nenhum desses locais tem o tanto de questionamentos feitos aqui. É mais de um ano esse processo parado lá, e você quer dizer que não tem cunho político nisso? Ora, o Morro do Careca está morrendo, a população está prejudicada. O Morro do Careca é o principal cartão postal de Natal. Vamos parar com politicagem”, disse Adjuto Dias.

A fala foi registrada em momento acalorado na sessão, quando o deputado pediu a palavra após críticas de Isolda Dantas. A deputada chegou a dizer que Adjuto Dias não poderia, por regimento, debater em horário de orador.

“Isolda poderia se candidatar a presidente, que ela mandava aqui no plenário”, retrucou o deputado.

Tribuna do Norte

Seridó Cadeiras