Search
Close this search box.

TRT-RN forma comissão para realização de concurso público

O Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região, sediado em Natal, forma comissão para realização dos procedimentos preparatórios de um novo concurso público para provimento de vagas no âmbito da Corte trabalhista potiguar.

A portaria assinada pelo desembargador Eridson Medeiros, presidente do TRT-21, foi publicada na última sexta-feira (7) e designa o desembargador Carlos Newton Pinto, a juíza do trabalho Marcella Vilar, e outros quatro servidores do Tribunal para compor a comissão, que será presidida por Carlos Newton, tendo como suplente o desembargador Bento Herculano.

A comissão formada será responsável por todos os procedimentos burocráticos iniciais para a realização do certame, que apesar de não haver previsão oficial, é esperado para ser lançado ainda neste ano de 2023. Dentre as atribuições da comissão, está a escolha e contratação da banca responsável pelo concurso.

Informações como cargos e salários iniciais ainda não estão disponíveis, no entanto, de acordo com levantamento do próprio tribunal, feito em abril de 2023, existem atualmente 26 cargos vagos no TRT-21, sendo 11 de analista (nível superior) e 15 de técnico (nível médio).

Também é possível ver previsão dos vencimentos que cada novo servidores deverá ter direito, de acordo com a estrutura remuneratória da Corte, estabelecida pelo Resolução 102 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Unindo vencimentos básicos e gratificação de atividade judiciária (GAJ), os ocupantes do cargo técnico judiciário devem receber R$ 8.046,84 e os do cargo analista judiciário devem receber R$ 13.202,62.

O último concurso público para preenchimento de vagas no Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região foi realizado em 2017. Na ocasião foram disponibilizadas em edital três vagas, sendo duas para o cargo de analista judiciário e uma para técnico judiciário. Para aquele certame, o valor das inscrições foi de R$ 80 para técnico e R$ 120 para analista.

Construções Recreio