PF tem que explicar suposta ligação com Hamas, diz advogado de suspeito retido no aeroporto de Guarulhos

O advogado que representa um cidadão palestino e três familiares retidos no aeroporto de Guarulhos aguarda que a Polícia Federal (PF) informe por quais razões a família foi impedida de entrar no Brasil.

Segundo apuração da CNN, os agentes brasileiros afirmam que há a suspeita de que o homem de 37 anos integre o alto escalão do Hamas — grupo que promoveu os ataques terroristas em 7 de outubro contra Israel.

Em entrevista à CNN, o advogado Bruno Henrique de Moura, que representa o palestino, disse que ficou sabendo pela mídia sobre suposto envolvimento de seu cliente com o Hamas.

Leia mais

Polícia Federal investigará hospedagem de Bolsonaro na Embaixada da Hungria

A Polícia Federal anunciou que vai investigar as circunstâncias da hospedagem do ex-presidente Jair Bolsonaro na Embaixada da Hungria em Brasília, entre os dias 12 e 14 de fevereiro. A decisão foi tomada poucos dias após a deflagração da Operação Tempus Veritatis, que investiga uma suposta organização criminosa relacionada a uma tentativa de golpe de Estado no Brasil.

De acordo com informações confirmadas por fontes da PF à Agência Brasil, a polícia verificará se Bolsonaro violou alguma das restrições impostas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

A hospedagem de Bolsonaro na embaixada veio à tona após uma matéria publicada pelo jornal norte-americano The New York Times, nesta segunda-feira (25). O jornal sugere que Bolsonaro, alvo de investigações criminais, tentou fugir da justiça, já que, segundo a publicação, o ex-presidente não pode ser preso em uma embaixada estrangeira que o acolheu, pois estaria legalmente fora do alcance das autoridades nacionais.

Leia mais

PF cumpre mandados contra investigados por tentativa de golpe

PGR pede ao STF que oficiais da PMDF fiquem detidos em unidades militares diferentes. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil. reu golpe

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (21) mais uma etapa da Operação Lesa Pátria, que investiga pessoas que incitaram, participaram e fomentaram a tentativa de golpe de Estado no dia 8 de janeiro, quando pessoas revoltadas com o resultado do pleito que elegeu o presidente Luiz Inácio Lula da Silva invadiram e depredaram as sedes dos Três Poderes, em Brasília.

A 20ª fase da Operação Lesa Pátria cumpre duas prisões preventivas e dez mandados de busca e apreensão nas cidades de João Pessoa, Cabedelo e Bayeux, na Paraíba, e em Mirassol do Oeste e Cáceres, em Mato Grosso. Todos mandados foram expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF), tendo como alvos dez investigados.

“Os fatos investigados constituem, em tese, os crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido e crimes da lei de terrorismo”, informou, em nota, a PF.

Leia mais

Dinheiro em espécie, armas e bens de luxo são apreendidos em ação contra tráfico internacional de drogas em 4 estados

Dinheiro, armas e bens de luxo são apreendidos em ação contra tráfico internacional de drogas em 4 estados — Foto: Polícia Federal/Divulgação

A Polícia Federal cumpre 29 mandados de prisão nos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Norte, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul em uma ação contra o tráfico internacional de drogas nesta terça-feira (21). Dinheiro em espécie, armas e bens de luxo foram apreendidos.

Coordenada por Florianópolis, a ação foi batizada de ‘Cartage’e também cumpre 28 mandados de busca e apreensão. A investigação aponta, ainda, que a droga era armazenada em Santa Catarina e chegava pela fronteira entre Pedro Juan Caballero, no Paraguai, e Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul.

Além das prisões e buscas, a Justiça determinou outras 15 medidas cautelares, como o monitoramento eletrônico dos investigados; o sequestro de 21 imóveis e 39 veículos; e o bloqueio de contas bancárias de 51 pessoas físicas e jurídicas. Uma lancha e uma moto aquática também foram sequestradas pela Justiça.

Leia mais

Polícia Federal apreende maconha em encomenda postal declarada como ‘kit de chá’

Em Natal, Polícia Federal apreende maconha em encomenda postal declarada como 'kit de chá' — Foto: Cedida

A Polícia Federal apreendeu na segunda-feira (6) pouco mais de um quilo de substância análoga à maconha, no Centro de Tratamento de Cartas e Encomendas dos Correios, na Zona Oeste de Natal. Durante a ação, a PF utilizou um dos seus cães detectores de drogas. Não houve prisão.

De acordo com a PF, a encomenda postada no Sul do país tinha como destino uma cidade da região Oeste do Rio Grande do Norte e foi declarada aos Correios pelo remetente como sendo “kit de chá”.

A apreensão ocorreu em ação conjunta da Polícia Federal com a Área de Segurança dos Correios e a Secretaria da Fazenda do RN, em fiscalização que é feita rotineiramente para combater o tráfico de substâncias entorpecentes através do fluxo postal.

Leia mais

Polícia Federal resgata 30 mil monitoramentos ilegais feitos e apagados pela Abin

A Polícia Federal resgatou 30 mil monitoramentos ilegais feitos pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin) durante a gestão de Jair Bolsonaro (PL). Esses registros haviam sido apagados e havia apenas 1.800 ainda disponíveis. O órgão foi alvo da operação Última Milha no dia 20 de outubro. Além de ter o prédio vasculhado, dois servidores da Abin foram presos e outros tiveram seus endereços como alvo de buscas e apreensões.

A informação dos monitoramentos recuperados é do colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo. A estimativa é de que os peritos da PF levem cerca de um mês para analisar todos esses monitoramentos. A corporação afirma que a Abin teria realizado atos ilegais de espionagem, inspecionando a localização de ministros, políticos, jornalistas e advogados.

Isso era feito através de um programa chamado FirstMile, feito pela empresa israelense Cognyte (ex-Verint) e comprado pelo governo brasileiro em 2018. A ferramenta detecta os sinais de 2G, 3G e 4G trocados entre celulares e torres de telecomunicações para fornecer a localização exata dos aparelhos. Basta, para essa busca, ter o número do telefone.

Leia mais

PF faz busca e apreensão contra grupo suspeito de contrabandear cigarros na Região Alto Oeste do RN

PF investiga organização criminosa suspeita de contrabandear cigarros no interior do RN — Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal cumpriu quatro mandados de busca e apreensão nesta terça-feira (31) em uma operação que investiga a existência de uma organização criminosa voltada à prática do crime de contrabando de cigarros na região do Alto Oeste potiguar.

Os mandados da Operação Rota Oeste foram expedidos pela Justiça Federal da cidade de Pau dos Ferros, e cumpridos nos municípios de Mossoró, Martins e Frutuoso Gomes.

Segundo a PF, durante as investigações foi possível identificar a presença de pessoas em comum entre dois flagrantes da Polícia Civil, ocorridos em novembro de 2022 e maio de 2023. A informação apontava para um grupo familiar na cidade de Frutuoso Gomes, acusado de atuar na venda de cigarros contrabandeados.

Leia mais

Lesa Pátria: PF cumpre mandados de busca e apreensão em 4 estados

A Polícia Federal cumpre, nesta quarta-feira (25), cinco mandados de prisões preventivas e 13 mandados de busca e apreensão no âmbito da 19ª fase da Operação Lesa Pátria. A ação visa identificar pessoas que incitaram, participaram e fomentaram os atos de 8 de janeiro, em Brasília, quando as sedes dos três poderes – Palácio do Planalto, Congresso Nacional e Supremo Tribunal Federal – foram invadidas e depredadas.

As medidas judiciais têm relação a 12 investigados e estão sendo cumpridas em Cuiabá (MT), Cáceres (MT), Santos (SP), São Gonçalo (RJ) e em Brasília (DF). Os mandados foram expedidos pelo Supremo Tribunal Federal.

“Os fatos investigados constituem, em tese, os crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido e crimes da lei de terrorismo”, explicou a PF, em nota.

Leia mais

Abin exonera secretário investigado em operação da Polícia Federal

A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) publicou nesta terça-feira (24) a exoneração do secretário de Planejamento e Gestão, um dos investigados pela Polícia Federal (PF) na Operação Última Milha.

O órgão também exonerou dois diretores que não tiveram os nomes divulgados em função da proteção exigida por lei a agentes de inteligência.

O ex-secretário da Abin já estava afastado do cargo desde sexta (20), quando a operação foi deflagrada, por determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), relator da investigação.

Leia mais

Cães farejadores da PF encontram 1 kg de maconha em encomendas enviadas pelos Correios em Natal

Aproximadamente 1,07 kg de maconha foi apreendida pela Polícia Federal do RN nesta quarta-feira (18), no Centro de Tratamento de Cartas e Encomendas, na Zona Oeste de Natal. De acordo com a PF, a droga chegou via encomendas.

Segundo as autoridades, o entorpecente chegou na capital potiguar com endereços para destinatários em Caicó e Natal. A droga foi encontrada devido ao trabalho do trio de cães detectores da PF: Ice, Iron e Kiara.

Leia mais

Polícia Federal prende no Aeroporto de Natal casal que traficava cocaína para Europa

A Polícia Federal prendeu em flagrante um amazonense de 28 anos e uma paraense de 25 anos, suspeitos de tráfico internacional de drogas. Com eles a  policia encontrou   2,74 kg de cocaína embutida na estrutura de uma mala que seguiria para a Europa.

A ação aconteceu no último dia (02),  quando os policiais realizavam uma inspeção de rotina e observaram que a mulher ultimava procedimentos para embarcar com destino a Espanha. No momento que ela fazia o check-in, se fazia acompanhar de um homem, sendo que apenas ela viajaria, porém ao serem informalmente entrevistados ambos apresentaram uma história pouco convincente, o que fez com que os policiais desconfiassem que ela pudesse estar tentando embarcar com drogas na bagagem.

Leia mais

Polícia Federal investiga tráfico internacional de droga extraída da planta jurema preta na Paraíba

A Polícia Federal cumpriu um mandado de busca e apreensão com o objetivo de apurar possível cometimento de tráfico internacional de entorpecentes. A ação se deu na última quinta-feira (21).

A investigação teve início após apreensão de encomenda postada em agência dos Correios com destino ao Canadá. Na ocasião, se deu a apreensão de remessa postal internacional de 5000g de Dimetiltriptamina – DMT, feita pela Receita Federal em São Paulo/SP em 03/06/2022.

Leia mais