Search
Close this search box.

Passageira diz que pessoas ‘voaram’ para o teto do avião durante turbulência em voo desviado para Natal: ‘Desespero’

Passageiro foi arremessado para compartimento de bagagens do avião — Foto: Reprodução

Uma passageira que estava no voo da Air Europa que foi desviado e fez um pouso de emergência no Aeroporto de Natal após forte turbulência na madrugada desta segunda-feira (1º) disse que algumas pessoas “voaram” para o teto da aeronave durante o incidente.

A boliviana Sandra Saldaña ficou com o braço esquerdo ferido. Segundo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) da Região Metropolitana de Natal, pelo menos 30 passageiros foram atendidos.

📳Participe do canal do g1 RN no WhatsApp

Um vídeo gravado logo após a turbulência mostra dois homens ajudando um passageiro preso no teto da aeronave a descer. Veja abaixo:

Segundo a boliviana, as pessoas que foram arremessadas para o teto da aeronave estavam sem cinto de segurança.

Sandra Saldaña disse que, durante a turbulência, o clima entre os passageiros foi de desespero e que ela pensou que iria morrer. “Acho que todos pensamos isso [que íamos morrer]. Porque foi muito forte”, relatou.

A médica Cecília Lagucci disse que um dos filhos dela, de 2 anos de idade, foi encontrado na parte do teto quebrado do avião após a turbulência.

“Eu e meu esposo estávamos procurando o pequeno, que tem 2 anos. E achamos ele acima das malas. A parte do avião desabou e a criança estava lá em cima chorando. Meu esposo teve que ir lá e trazê-la de volta para baixo”, contou.

Segundo ela, os dois filhos – o outro tem 4 anos – não tiveram ferimentos. A médica contou que dormia quando a turbulência começou e que não conseguia sair da cadeira para procurar os filhos.

“Eu acordei e estava de cabeça para baixo. As pessoas voavam por cima de mim. Eu não conseguia levantar. Eu sentia que o avião caía e pensava: ‘vai estabilizar agora’. Mas então continuava a cair e cair. Até que estabilizaram o avião e eu consegui levantar”, relatou.

O voo seguia da Espanha para o Uruguai com 325 passageiros, segundo a companhia aérea, e precisou ser desviado devido “à natureza da turbulência e por razões de segurança”. O avião solicitou o pouso de emergência às 2h32.

Maior unidade de saúde do Rio Grande do Norte, o Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, para onde alguns passageiros foram levados, confirmou a entrada de 23 pacientes até 9h30 desta segunda (1º).

A passageira boliviana relatou ainda que quem estava dentro do avião sequer foi avisado da turbulência.

“A maioria estava dormindo. Fazia 6 horas que a gente havia saído de Madri com destino a Montevidéu e, de repente, não teve aviso de turbulência, nem nada: teve um pequeno descenso e, na continuação, teve um descenso muito grande”, disse Sandra Saldaña.

Segundo ela, a sensação foi de alívio quando o avião conseguiu pousar em Natal.

Segundo a Zurich Airport Brasil, que opera o Aeroporto de Natal, a aeronave solicitou o pouso de emergência às 2h32.

Os pacientes, segundo o Samu, bateram a cabeça durante a turbulência e apresentavam fraturas na cervical, lesões na face e dores no tórax.

De acordo com a companhia aérea, sete passageiros trataram lesões de graus variados, além de um “número indeterminado de pessoas com pequenas contusões”.

O voo saiu de Madri (Espanha) com destino a Montevidéu (Uruguai) e não tinha qualquer parada inicialmente programada para Natal.

O modelo do avião que pousou no Aeroporto de Natal era um Boeing 787-9 Dreamline.

g1 RN

Supermercado Recreio