Search
Close this search box.

MP recomenda que prefeitura resolva alagamento que já dura quase um mês em comunidade na Zona Norte de Natal

Comunidade Cavaco Chinês, na Zona Norte de Natal — Foto: Divulgação/MPRN

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) recomendou, em caráter de urgência, que a Prefeitura de Natal tome providências para resolver os problemas causados pelo alagamento na comunidade Cavaco Chinês, na Zona Norte de Natal.

Os moradores vem enfrentando transtornos desde o último dia 14 de junho, quando uma forte chuva causou prejuízos significativos, como alagamento de ruas e casas.

Na recomendação, o órgão apontou que o município implemente “soluções efetivas” que permita que a água acumulada na região seja drenada. Uma audiência pública foi marcada para a próxima quinta-feira (11), na sede das Promotorias de Justiça de Natal, no bairro de Lagoa Nova.

“Nessa ocasião, espera-se que seja apresentado um plano detalhado, com prazos definidos, sobre as medidas que serão adotadas para resolver o problema dos alagamentos no Cavaco Chinês”, afirmou o MP, em comunicado enviado à imprensa.

O alagamento na Comunidade Cavaco Chinês teve início na madrugada do dia 14 de junho. Naquele dia, as precipitações chegaram a 137 milímetros na capital potiguar.

Alguns moradores relataram transtornos, como comércios e empreendimentos invadidos pela água. O trânsito de veículos também foi prejudicado. Na segunda-feira (17), um protesto chegou a ser encampado pelos moradores, terminando com uma vala na RN 304 para que a água pudesse escoar.

A Secretaria de Assistência Social de Natal informou que distribuiu colchões, cestas básicas e kits de higiene pessoal aos moradores que tiveram as casas invadidas.

g1 RN

Limpa Mil