Search
Close this search box.

IMD lança iHub em Cidades Inteligentes

O Instituto Metrópole Digital (IMD) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) lançou um programa para desenvolver soluções inteligentes para os municípios potiguares. O iHub, como é chamado, funciona dentro do IMD e é fruto de uma parceria com a Fundação Fiware. A ideia é ofertar serviços para prefeituras e empresas na área de Cidades Inteligentes, além de análises de dados e auxílio em tomadas de decisões no campo das políticas públicas. A UFRN é a primeira universidade do Brasil a contar com um iHub Fiware.

As Cidades Inteligentes são urbanizações que utilizam tecnologias avançadas para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos, aumentar a eficiência dos serviços urbanos e promover um desenvolvimento sustentável. As soluções para abrangem desde a gestão de tráfego e transporte público até o monitoramento de segurança pública, educação e saúde, utilizando cruzamento de dados em tempo real para tomar decisões informadas. O professor do IMD Frederico Lopes explica que a iniciativa é um passo significativo para implementar ferramentas inovadoras nos municípios.

“É uma oportunidade muito importante que temos para desenvolver tecnologias para aplicar na vida real. Na minha concepção, uma cidade pode ter muitas tecnologias implementadas e não ser inteligente, isto é, não ter uma integração. Hoje os municípios têm silos de informações separados. Por exemplo, a secretaria de saúde faz a gestão das Upas, medicamentos, mas eu não estou se existe um impacto na educação. Isso vai permitir que se crie uma relação entre faltas e surtos de doença”, detalha.

A Fundação Fiware é uma organização internacional que promove o desenvolvimento de tecnologias open-source voltadas para Cidades Inteligentes. O ecossistema permite a interoperabilidade entre diferentes sistemas e aplicações, facilitando a criação de soluções integradas para Cidades Inteligentes. Com Fiware, é possível implementar tecnologias como análise de big data e inteligência artificial de forma mais acessível e eficiente.

“A gente já oferta cursos aqui na graduação e nos nossos mestrados em Tecnologia da Informação que abordam a plataforma Fiware. Além disso, a gente vai ofertar cursos para prefeituras e empresas que ofertam tecnologia para prefeituras, governos de modo geral, vamos difundir esse conceito com essas empresas também porque é um mercado que se abre”, conta.

O novo hub é integrado ao Smart Metropolis, laboratório do IMD especializado no conceito Cidades Inteligentes e já está em funcionamento na sala B424 do IMD. Com o apoio do Parque Tecnológico Metrópole Digital (Metrópole Parque), o iHub atua como um ponto de articulação para professores e alunos de graduação e pós-graduação da UFRN.

Tribuna do Norte

Supermercado Recreio