Search
Close this search box.

Entidades e advogadas feministas silenciam sobre agressão de advogado contra mulher em Mossoró

No meio da advocacia potiguar, não se comenta outra coisa ao não ser o caso de agressão envolvendo o presidente afastado da OAB Mossoró, o advogado Hermeson Pinheiro que foi filmado agredindo a esposa e abandonando jogada na rua outra mulher que o acompanhava no carro no momento da suposta traição. O fato grave gerou a suspensão por 90 dias do registro do advogado na OAB/RN.

Porém, o que tem chamado a atenção dos advogados, e principalmente advogadas, é o silêncio de entidades e lideranças femininas da advocacia se posicionarem sobre o grave episódio de violência contra a mulher. Entidades como a Associação Brasileira de Mulheres de Carreira Jurídica (ABMCJ/RN), atuante na defesa dos direitos das mulheres até o momento silenciou.

Ainda causa mais estranheza o silêncio também de lideranças femininas que até pouco tempo levantavam bandeiras pelas mulheres advogadas e o empoderamento feminino, como as advogadas Magna Letícia e Rossana Fonseca que chegaram a defender nas eleições da OAB/RN que representavam as vozes das mulheres na instituição.

O que será que está acontecendo para que nesse caso tão grave que mexeu com toda categoria, as entidades e advogadas prefiram permanecer caladas e sem qualquer apoio às mulheres que foram vítimas de violência?

Justiça Potiguar

Supermercado Recreio