Search
Close this search box.

Avião da Air Europa que fez pouso de emergência após turbulência deixa Aeroporto de Natal após oito dias

Avião da Air Europa deixou Natal com destino a Madri após 8 dias — Foto: Reprodução

O avião da Air Europa envolvido no incidente que terminou com pelo menos 40 pessoas feridas após uma turbulência severa na madrugada do dia 1º de julho deixou o Aeroporto de Natal nesta terça-feira (9). O voo saiu por volta das 14h com destino a Espanha, país de origem da companhia aérea.

A aeronave estava na capital potiguar desde que precisou fazer o pouso de emergência naquela madrugada por conta do incidente – o voo seguia originalmente de Madri (Espanha) para Montevidéu (Uruguai), sem parada programada em Natal.

📳Participe do canal do g1 RN no WhatsApp

O Boeing 787-9 Dreamline permaneceu no Aeroporto de Natal durante oito dias para passar por inspeções e reparos de emergência, segundo a Air Europa.

No dia do incidente, o avião levavava 325 passageiros – a maioria deles seguiu viagem no mesmo dia, em uma outra aeronave que decolou de Recife (PE), onde a Air Europa tem operações.

Pelo menos duas pessoas que ficaram feridas no voo permaneciam internadas em um hospital privado de Natal até a noite desta terça (9), mas sem riscos de morte.

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) chegou a realizar uma ação inicial para apuração do caso, que contou com “verificação de danos causados à aeronave ou pela aeronave”, coleta e confirmação de dados, preservação de elementos e “outras informações necessárias à investigação”, disse em nota.

O Brasil e a Espanha estudam se a investigação do caso vai ser feita de forma conjunta ou pelas autoridades espanholas, país de origem da companhia aérea Air Europa.

LEIA TAMBÉM

O episódio foi registrado na segunda-feira (1º). Segundo a Zurich Airport Brasil, que opera o Aeroporto de Natal, a aeronave solicitou o pouso de emergência às 2h32.

Pelo menos 40 passageiros ficaram feridos e receberam atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e de hospitais da Grande Natal. Eles apresentavam fraturas e lesões pelo corpo.

Os passageiros relataram que muitos deles ‘voaram’ durante a forte turbulência no voo, alguns deles parando em cima do compartimento de bagagem da aeronave.

g1 RN

Supermercado Recreio